Roberto Leal

Olhos de Terra, Cabelos de Trigo

Roberto Leal
Roberto Leal 71 visitas

Terra minha que me viu nascer
Vou lembrá-la por onde eu for
Sua saudade me ajuda a viver
Será sempre o meu amor

Chão de pedra, de serras e montes
"onde eu vivi com o gado a pastar"

Vou lembrá-la por onde eu for
"pois neste tempo eu era feliz"

De sol e chuva, rios e fontes
"de céu azul, de brancos horizontes"
Será sempre o meu amor

Se à minha terra fores um dia
"não saberás de outros, como eu"

Vou lembrá-la por onde eu for
"que um dia partiram sem dizer adeus"

Se quem amei, ainda existiria
"a responder às cartas de chamada"
Será sempre o meu amor

Meu amor tinha a alma pura
"nunca ouviu o soar do clarim"

Vou lembrá-la por onde eu for
"guardou seus carinhos pra quando eu voltar ?"

Dos olhos cor da terra escura
"não sei se ainda olha por mim"
Será sempre o meu amor

Uma ceia faria para mim
"com rosmaninho e ramos de alecrim"

Vou lembrá-la por onde eu for
"sobre uma branca toalha de linho"

Com azeite novo, com pão e vinho
"aonde não haja o rufar do tambor"
Será sempre o meu amor

Olhos de terra, cabelos de trigo
"de qual destino seria o melhor"

Vou lembrá-la por onde eu for
"estar longe na guerra, estar longe a fugir"

Onde andará quem foi meu amigo
"se uns não voltam, outros também não"
Será sempre o meu amor

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube