Planet Hemp

O Bicho Tá Pegando

Planet Hemp
Planet Hemp 19 visitas
Composição: Zé Gonzales / D2 / Bnegão

Malandro, o bicho tá pegando na boca, não peida não
Porque tá assim de dedo duro pra caguetar os irmão
Que quando os hômi da lei chega, o couro come toda hora
Então não pega o bonde andando pra não jogar conversa fora
Subiu o morro, não voltou. Foi pro exame de balística
O que era 12 agora é estatística
Vai em frente, cumpadi, que aqui só tem responsa
Os língua solta aqui não cola, então, melhor sair andado
Mas é aí que a gente vê quem é malandro e quem não é
Que sangue puro é cadeado e não banca o mané
Malandragem dá um tempo, deixa essa pá de sujeira embora
Por isso é que eu vou apertar, mas não vou acender agora

Vou apertar, mas não vou acender agora
Vou apertar, mas não vou acender agora
Vou apertar, mas não vou acender agora
Se segura malandro, pra fazer a cabeça tem hora

O sorriso estampado em minha face é o disfarce
Contra toda hipocrisia e falsidade
Malandro por malandro eu me conheço muito bem
Então vai parando de historinha que otário aqui não tem
Então eu vou contar o terror da sua lábia de caô
Pra te ensinar a realidade, como as coisas são
Tromba de elefante não é conta-gota e nem perna de barata é serra
Se você não entendeu, então já era
Se for pra enrolar, enrola e aperta já
Se não for, caminha, porque o bicho vai pegar
Mas é aí que a gente vê quem é malandro e quem não é
Que sangue puro é cadeado e não banca o mané
Malandragem dá um tempo, deixa essa pá de sujeira embora
Por isso é que eu vou apertar, mas não vou acender agora

Vou apertar, mas não vou acender agora
Vou apertar, mas não vou acender agora
Vou apertar, mas não vou acender agora
Se segura malandro, pra fazer a cabeça tem hora

Malandro mesmo é aquele que pode bater no peito
Sempre deu 2, mas manteve o respeito
É sangue puro e com certeza é cadeado fechado
Então fala sério, tem X9 do meu lado?
Chegou a hora de você vir aqui pra ver o que que tá pegando
Abra o olho pra favela em prantos
Chegou os hômi arrepiando a vida de gente pobre
Barraco humilde, mas lar de gente nobre
Mas é aí que a gente vê quem é malandro e quem não é
Que sangue puro é cadeado e não banca o mané
Malandragem dá um tempo, deixa essa pá de sujeira embora
Por isso é que eu vou apertar, mas não vou acender agora

Vou apertar, mas não vou acender agora
Vou apertar, mas não vou acender agora
Vou apertar, mas não vou acender agora
Se segura malandro, pra fazer a cabeça tem hora

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube