Marli

Mafalda Cobrinha Verde

Marli
Marli 16 visitas

Me pego aqui com Mafalda Cobrinha Verde
Tentando descobrir se a vida vem do oeste
Seu Juan agora está dormindo em sua rede
Ele sabe que nossa chuva não fecunda a peste

Tomé e Manoel estão vindo te salvar
Com uma gota de amor, a beleza vai brotar

Chegou a hora de você violentar os nossos corações
Mas agüente o vento trazendo Madalenas em seus milhões
Teimosinha como o acaso,
Anita joga a tinta na parede
Para matar a nossa sede
É Mafalda Cobrinha Verde

Entre brancos e cristalinos
Mãe Preta pôs-me em seu ventre
Quanto mais ferve a luxúria,
Osso de galinha em barriga quente
E aqui estou eu tragada pelo seu Bendengó
Sorrindo entre o Tubarão e o Chapecó

No grande mar, ouço uma voz
Que há muito se calou
"Embarca, minha velha
Pula fora, meu ioiô"

Chegou a hora de você violentar os nossos corações
Mas agüente o vento trazendo Madalenas em seus milhões
Teimosinha como o acaso,
Anita joga a tinta na parede
Para matar a nossa sede
É Mafalda Cobrinha Verde

E eu vou te achar, eu vou te achar
Antes do despertador tocar

Chegou a hora de você violentar os nossos corações
Mas agüente o vento trazendo Madalenas em seus milhões
Teimosinha como o acaso,
Anita joga a tinta na parede
Para matar a nossa sede
É Mafalda Cobrinha Verde

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube