Madnees

50 Anos

Madnees
Madnees 17 visitas

50 anos

Por meio século uma pessoa amei
Por meio século não fui amado
Minha vida inteira por ela esperei
Saudades sempre tenho passado
Quem sabe um dia ainda a terei?
Uma pergunta inútil agora observada
Em um asilo hoje entrei
Por causa de uma velhice solitária
Depois de doente ter ficado
E ninguém eu ter de guarda.
Mas foi com minhas próprias pernas que aqui entrei

REFRAO
Só falta o dia em que eu morrer
Pois não me resta mais nenhum motivo
Já consegui a paz que sempre busquei.


Como sempre pensando nela aqui cheguei
Como, oh Deus, ela deve ter ficado?
Seus olhos de amêndoas, mudado?
Por esses anos todos, em qualquer lugar...
Foi exatamente para ver se a encontrava
Que lá de repente ingressei.
Um mês muito rápido passou
Uma velha fica sempre a me olhar
Curioso, já andei a me informar
Possui o mesmo vulgo que trazia minha adorada

REFRAO
Só falta o dia em que eu morrer
Pois não me resta mais nenhum motivo
Já consegui a atenção que sempre busquei.


Já algum tempo com ela tenho
Contudo não muito consegui arrancar
Apenas que também amou sem ser amada
Alguém que a traía sem duas vezes pensar
Após ele ter perecido,
por seus filhos aqui foi mandada
Assim como eu, agora ela vive solitária
Descobri muito em comum com ela ter
Ambos por muitos anos com outro estado
Três filhos cada um conseguiu criar
Por todos eles nós dois fomos abandonados.
Após os companheiros terem morrido
Para cá ambos fomos enviados.

REFRAO
Só falta o dia em que eu morrer
Pois não me resta mais nenhum motivo
Esquecido aqui para sempre fiquei.


Não sei o que agora acontece
Por muitos anos com uma mulher vivi
Por ela com certeza nada senti
Hoje vejo essa linda senhora
Meu coração novamente se aquece
Não sei se é o mesmo sentimento de outrora
Se for a mesma mulher está muito mudada
Mais madura e segura de si é agora
Com certeza não é aquela menina medrosa
Que por medo de ser amada
Entrou num casamento que só ela amava
Provando que sempre foi muito orgulhosa


REFRAO

Só falta o dia em que eu morrer
Pois não me resta mais nenhum motivo
Dessa vez acho que me apaixonei.



Não tenho mais que um ano de viuvez
Ela um pouco mais que isso deve ter
Muito tempo mais não queremos perder
Com esta mulher me casarei outra vez
Nessa casa escolhemos o resto da vida viver
Pois nenhum de nossos filhos ainda veio nos ver
Numa cerimônia simples nos casamos
Dividindo essa alegria apenas os internos
Mesmo assim amigos fraternos
E com isso somente nos conformamos
De tudo uma única certeza
Ambos sabemos agora que somos amados


REFRAO

Só falta o dia em que eu morrer
Pois não me resta mais nenhum motivo
Com a mulher amada hoje me casei.



Nossos filhos nunca vieram aqui nos ver
Mas por ironia deste conspirador destino
Meu neto e a neta dela junto chegaram
Por incrível que possa parecer
Os dois; no mesmo dia que nós; se casaram
E na lua de mel os avós quiseram ver.
Por cinqüenta anos esse momento esperei
Agora o vejo na minha frente
Eu e ela juntos, dois apaixonados
Dois casais, duas épocas diferentes
Nossos netos com muito amor nos juntaram
Mas por um motivo só, hoje eu chorei

REFRAO

Pois só falta o dia em que eu morrer
não me resta mais nenhum motivo
Já consegui a única mulher que .
sempre busqueeeeeeeeeeei

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube