Macacos de Bermudas

Agulha

Tinha só quatorze anos, e já cheirava cola
Aos dezesseis fumou maconha, com a galera da escola
Aos dezoito ganhou carro, e começou a badalar
Logo vieram as festas, bebidas e mulheres

Era tudo diferente
Conhecia tanta gente, tantos rostos desiguais
Nem sequer imaginava, que nas ruas dessa estrada
Não há caminho pra voltar
Sua mãe hoje não reza, já gastou todas as velas
Em promessas tão banais
Sua mina pulou fora, já ouviu tanta historia
Já cansou de apanhar

Ta botando a vida fora, toma cuidado meu irmão
Ta botando a vida fora, ta na lona, ta no chão
Da um tempo nas agulhas, vê se pula desse trem
Sai de cima desse prato, vê se vai comer alguém
Ta botando a vida fora, toma cuidado meu irmão...

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube