Gálatas do apocalipse

Acorda Vagabundo

Composição: Eduardo Quintanilha/Rodrigo Alves

Acordo ao meio dia, e tenho medo de água fria!
E eu nem dou bom dia, pra não ter que gastar saliva!
Quando eu vou ver TV, nem na antena eu sei mexer!
Almoço pronto eu sou o primeiro, pra isso eu sou muito ligeiro!

Se depender de mim, a casa vai virar lixão!
Mil pulgas vão morar no cão!
No tanque eu nem boto a mão!
Eu vivo a me estressar, eu canso só de respirar!
Mas se é pra ir jogar, ou conversar, pode contar que eu to lá!!!


Ah, ah, ah, não fale em trabalhar!
Ah, ah, ah, me coceira de pensar!

Se manda ir no mercado, eu digo que estou ocupado!
Me tranco no meu quarto, do mundo eu sou alienado!
Mas eu não me preocupo, domingo eu assisto ao culto!
E mostro pra toda essa gente, que eu sou um menininho crente!

Péra aí menino, agora tu fica quieto!
Que eu vou te mostrar como tu deve agir, pra ser esperto!

Crente fica contente em ajudar, é paciente!
Não fica reclamando quando ele está trabalhando!
Se alguém vai ver TV, ajeita a antena com prazer!
Crente não dorme o dia inteiro, não zoa a sogra, é verdadeiro!

O crente é assim, não dá moca no irmão!
Ele não xinga palavrão, quer sempre estender a mão!
E se a mãe chamar, ele não manda esperar!
Só sai pra ir jogar, ou conversar, se ajudar arrumar a casa!!!

Ah, ah, ah, tu tem é que se concertar!
Ah, ah, ah, vai pra igreja pra orar!

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube