Diego Nicolau

Da Cor do Brasil

Diego Nicolau
Diego Nicolau 276 visitas
Composição: Diego Nicolau

Na força da raça sou união
Da engenhoca com emoção
Bata no peito, ame sua cor
Essa é a mistura do amor

Raiou, guarací brilhou
Por essas terras protegidas por tupã
Vivia o índio contemplando a natureza
Nativa, de rara beleza
Mas um dia viu desembarcar
Trazidos pelos ventos de além-mar
O homem branco, caramuru chegou
No troca-troca, miscigenou
Nessa mistura, um tom de pele surgiu
Caboclo da cor do brasil

Bate tambor o mesmo mar atravessou
O povo negro que aqui chegou
Na dor da senzala, guerreiro de fato
É mestiço, cafuzo ou mulato

Tupiniquim, pro mundo inteiro
Sou com orgulho brasileiro
Um povo de beleza singular
Plural em sua forma de expressar
Tá na cara de quem quer ver
Discriminação porquê?
Iguais somos todos assim
O amor é a nossa missão

Refletiu nos olhos de criança
A mensagem do meu carnaval
A esperança vai combater o mal
Força da raça sou união
Da engenhoca com emoção
Bata no peito, ame sua cor
Essa é a mistura do amor

Raiou, guarací brilhou
Por essas terras protegidas por tupã
Vivia o índio contemplando a natureza
Nativa, de rara beleza
Mas um dia viu desembarcar
Trazidos pelos ventos de além-mar
O homem branco, caramuru chegou
No troca-troca, miscigenou
Nessa mistura, um tom de pele surgiu
Caboclo da cor do brasil

Bate tambor o mesmo mar atravessou
O povo negro que aqui chegou
Na dor da senzala, guerreiro de fato
É mestiço, cafuzo ou mulato

Tupiniquim, pro mundo inteiro
Sou com orgulho brasileiro
Um povo de beleza singular
Plural em sua forma de expressar
Tá na cara de quem quer ver
Discriminação porquê?
Iguais somos todos assim
O amor é a nossa missão
Refletiu nos olhos de criança
A mensagem do meu carnaval
A esperança vai combater o mal

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube