Costa Gold

Olha o Talarico!

Costa Gold
Costa Gold 1.266 visitas

You fucking bitch…
You fucking cunt! Hahaha!
Eu tô noiado fazem dias, meses que...
Eu já sabia essa vadia mente que...
Com uma barriga de siameses, e
Melhor vazar antes que os tiras venham aqui!
Tinha sangue ate na baby lis!
Só sei o que fiz
Coisa que nem no “scarface” vi...
Lembrava do flash e do choque,
Daquela faca da “inox”, e ela só gritando

"No! Baby please!"
O sangue no meu jaco num sai...
(Não, num sai... Não num sai...)
Fui dar partida no carro e num vai!
(No num vai... Não num vai...)
Ha!...
Na terceira pego, descendo a ladeira, nego!
No abdômen a tremedeira gelo!
O talarico tá no mapa,
O gps me falando
Que em 15 com certeza eu chego! Uo!
Me parece que esses mano curte ramelar!
Então vamo lá, pode pá!
Eu tô com a câmera

Depois da facada nele, eu vou fuder com a mina dele
Que nem o tommy lee naquele com a pamela!
De “zoiclop” eu já sabia a arquitetura.
Depois já matei o guarita, porque vai que dedura!?
Sai na rua eu tava certo que por dentro tava cego,
Mas...
Com o olho aberto, tipo mais que coruja!
Mas que loucura!
Minha mente surta e a cura é só remédio sem bula...
Minha mente nessas horas nem formula...
Essas brisas não tem fim.
Eu parei aqui...

Vivendo a luta, catapulta!
Pondo cartas na manga…
E se eu falar pro cê que eu não fui?
‘Pack’ de pano.
Com pé de pano compadre, não pede calma culpando!
Culpado cede e o puto quer um charuto cubano.
Caçando culto mudo, com tudo no furto do plano.
Cutucando bruto, querendo o luto do mano!
Puto catando a puta? Puts! Sai pra lá, parando…
Vai vaza! “patacar” e seis fica babando!
Falando que eu pude ter

Mais do que eu fui dizer,
Pude ver sim!
Tua atitude não condiz com o que se fala…
Então cuidado com o que tu fala pra mim, neguim!
Estrala sim! Cala cada fala sim!
“Vupt-vapt”!
Nem que eu “rapte” o rim…
Eu vejo inimigos inumanos e indecisos,
E a mira vermelha no meio da tua cara!
Men-

Tiram tudo, nada uso! Tudo sumo e nada tomo…
Vamo mano! Tu que não tá se mostrando homem!
Cada soco, cada lucro, oco!
Tá no poço calabouço, “cabrusco”!
Fosco, tosco, mosca…
Tá no “moio” disfarçando os bagulhos...
A cada passo que se passa,
Passando fácil dos parça, zoião desgruda!

E o que se passa quando eu penso nessas fita, mesmo?!
Só me da vontade de pegar uma “ak”! (plow!)
E o que se passa quando eu penso nessas fita, nego?!
Num sei explica, mas a vontade é pegar e matar! (plow!)

Papo brabo bomba!
Tão zombando do enganado...
Ela mente e mete o loco testemunha de safado!
Na ilusão sabe o percurso do busão é demorado.
Se aventura na cegueira, brinca desacreditado, tio!
Virando a esquina, estourando a quina!
Trazendo um capacete pra ocultar a face da mina.
A tattoo nas costas dela, mó cadela nem esconde!
Mal sonhava, o tio predella, fazia parte do bonde!

Avista mas não comenta, e me conta por celular:
É pista!
Mas gordão aguenta as ponta, cê vai surtar!
Optei ficar calado, meus chegado é ajudar...
Esperei pela melhora só pra poder te contar!
Fui vitimado!
Crime premeditado cometido.
Me vi lesado!

Me diz qual lei defende esse artigo?!
Crio o flash, filme trash! Quanto mais penso instigo!
Antecipo meu embarque, sigo o impulso pro castigo!
No avião escorre o ódio do chiclete que mastigo...
Mentalizo alternativas, mas pro bem já não consigo!
Neguei, algo me dizia: “sai dessa! É ideia torta!”
Em goma silencioso e furioso, quebro a porta!
Mó choque, paralisado e ele tece explicações.
No mocó tá escondida a cura das decepções...
Enquanto o verme sufoca com a minha peita do “waka flocka”,
Eu defendo a minha ira!
“Surprise motha fucka”!

Se cago todo de repente quando eu mirei...
Agora todos seus pecados vai pagar! (plow!)
Carrega a culpa da ganancia, eu nunca te atrasei...
Implora, chora e com demora eu demora vou matar. (plow!)
Imagina a lamina,
Lá na mina...
Passando devagar pelo seu rosto,
Eu vejo o sangue escorrendo pelo corpo
E ainda acho pouco!
Espera um pouco

Ela me chama de porco,
Acho que eu tô ficando louco...
Achando lindo ela no sangue eu quase gozo!
(Aah...)
Afogo ela no meu gozo...
Gordo perigoso! Neurótico e nervoso

Sou, sou, sou!
Sem perdão pra mentiroso!
Me tirou? Tá me tirando? Mano?!
É o caralho nem te vi to atirando!
Plow, Plow! Plow!
Glock!
Vai, vai chora bitch!
“Deep throat” no meu “dick”,
Ti-ti-tipo a christy mack!

E o que se passa na sua mente pra foder,
Eu não sei!
Mas ai! Só sei que não vai mais dar! (haha!)
E o que se passa na sua mente pra foder,
Eu não sei!
Mas ai! Só sei que não vai mais dar! (haha!)

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube