Antônio Marcos

Duas Vidas

Antônio Marcos
Antônio Marcos 30 visitas
Composição: Antônio Marcos - Portinho

Há duas vidas em nós dois
Certos perigos soltos pelo ar
A gente vive se escondendo
Sempre deixando
as incertezas pra depois.

Acho melhor você saber
Que não se pode proibir o amor
Por que deixar morrer a chama
Que nosso corações precisam pra viver?

Amar demais não é vergonha
Mesmo que o fruto
desse amor seja proibido
Não quero amar às escondidas
Não faz sentido estar vivendo duas vidas.

Nossas carícias tão contidas
Ficam nos becos mais escuros
Nas esquinas
São duas vidas divididas
Vidas amargas
Nós vivemos duas vidas!

Amar demais não é vergonha
Mesmo que o fruto
desse amor seja proibido
Não quero amar às escondidas
Não faz sentido estar vivendo duas vidas.

Nossas carícias tão contidas
Ficam nos becos mais escuros
Nas esquinas
São duas vidas divididas
Vidas amargas
Nós vivemos duas vidas!

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube