3030

Noite Em Pane

3030
3030 853 visitas

Esquece o amanhã que essa noite tá em pane
E os omi, é ruim de me encontrar
Sem neurose loquitran, 3030 e camcam
Não entra em pânico se as minas cantar

Esquece o amanhã que essa noite tá em pane
E os omi, é ruim de me encontrar
Sem neurose loquitran, 3030 e camcam
Não entra em pânico se as minas cantar

Na disciplina eu sigo minha conduta
Nunca to com grana suja, nem com as damas putas
Se ligou, eu to vendo tudo, olho na rua
Então bota fogo, avante na busca
Minha sutileza é brusca, esse é o sangue que pulsa
Han, do jeito que chega pesa
Se diz que o rap morreu é porque não ouviu essa pedra
Quando toca na noite o bonde fica em pane, as minas em crise
Irmão, se tu não vive seu rap, seu rap não existe

Numa noite em pane, bebida, mentira, vexame
No derrame,'mode insane' talvez ela não me ame
Mas se for rimar me chame, que no rap eu sou soldado luto mais do que vandaime
Nem trame pra eu usar terno armani
Esqueço do amanhã, e faço no estilo infame
Canta fulana,ciclana, isso é sonho não é fama
Mr. Kell, copacabana, numa sociedade insana
Sem neurose, loquitran, a rua me chama

Esquece o amanhã que essa noite tá em pane
E os omi, é ruim de me encontrar
Sem neurose loquitran, 3030 e camcam
Não entra em pânico se as minas cantar

Esquece o amanhã que essa noite tá em pane
E os omi, é ruim de me encontrar
Sem neurose loquitran, 3030 e camcam
Não entra em pânico se as minas cantar

E os omi não me acha na madruga tipo fuga dessa vida insana e turva
Mente em pane, não me acuda, não preciso de ajuda, só yakusa
Viajando do triangulo das bermuda, não me acusa
E essa noite tá estilo uma segunda dimensão, da onde eu vim,
Eu e os outros cinco irmãos desse som, 'appocalipse now'
Sistema em pane geral, 'style fuck them all' nem vem me perturbar
Que eu to muito bem, como eu devo estar
Eu to tranquilão, então me deixe em paz irmão, me deixe em paz
Irmão, me deixe em paz

Fazendo um som, queimando o bom, a brisa suavisa sua mente com marrom
Conexão, da união, 3030 e camaradas camarão
A noite tá nepã, ouvindo wu tan clan, loquitran no meu divã
Até o sol chegar
Jogando na tblun, as garrafa de çalan, o meu flow é de shamã
Que na pista vai bombar
Pegada, pesada, pedrada na noite que tá parada
Porrada passada na tragada

Esquece o amanhã que essa noite tá em pane
E os omi, é ruim de me encontrar
Sem neurose loquitran, 3030 e camcam
Não entra em pânico se as minas cantar

Esquece o amanhã que essa noite tá em pane
E os omi, é ruim de me encontrar
Sem neurose loquitran, 3030 e camcam
Não entra em pânico se as minas cantar

Não reclame, não explane, é o bonde da farani
A noite está em pane, os pé grandes perambulantes
Deslizante no beat, um baixo ignorante
Avisa pro vizinho segurar o móvel da estante
Intervenção sonora, grave no groove
'Everybody move' contra o absurdo lute, eu luto
Pois não sou surdo e minha voz não está no mute
O que que é chute de mamute, virtude, 'salute'

Entrando em pânico em nepã
Muita sujeira desde terça feira mas loquitran
Esquece o amanhã que no agora o nada é útil
Tudo de importante é fútil, o que me agrada é inútil
To com uma fan (vai dar merda)
Trinta bebidas na suite, amigas com drink bem servida
Brinde, brinque com a vida muito bem curtida
Só curto de ida, minha doidera preferida
Quem diria, a noite está em pane na utopia.

Comentários no Facebook

Vídeo do Youtube